Connect with us

Sentimentos

Amor em forma de arte: Pottencial é patrocinadora oficial do Art of Love | SEGS

Artigo

em

Corações gigantes, pintados por diversos artistas e espalhados em pontos estratégicos da capital paulista, relatam histórias de amor, amizade, otimismo e superação

Espalhar amor e estimular a arte em tempos tão desafiadores. Com estes objetivos, a Pottencial, maior insurtech do Brasil, se tornou patrocinadora oficial do Art of Love, um movimento artístico que consiste na exposição de mais de 70 corações gigantes- com quase 2m de altura- estrategicamente posicionados em pontos de grande circulação da capital paulista, sendo cada escultura criada a partir de uma história real de amor, amizade ou superação. “A proposta do projeto está alinhada ao nossos propósitos e valores. Assim como trabalhamos para proporcionar tranquilidade nos momentos mais inesperados, queremos, de alguma forma, contribuir para disseminar o amor e otimismo, por meio de lindas histórias, em tempos em que esses sentimentos são ainda mais importantes”, pontuou Gabriela Mattar, Diretora de Administração da insurtech.

LEIA TAMBÉM

A obra apadrinhada pela Pottencial, intitulada “A força que te faz voar”, refere-se à história do Cadu, um jovem que mesmo diante das adversidades e acometido por um grave problema de saúde, não desistiu do sonho de ser um grande músico. Com um violoncelo doado e muita força de vontade, Carlos Eduardo conseguiu montar sua banda, que chegou a se apresentar publicamente no Festival da Make-A-Wish, realizado na Bélgica. Mesmo não estando curado, o jovem permanece determinado a dar continuidade à carreira, certo de que poderá alçar voos cada vez mais altos.

De um lado do coração, posicionado em frente ao escritório da Pottencial, na Vila Olimpia, o autor Maurício Gigante pintou um leão, representando a força, nobreza, liderança, autoestima e coragem do jovem. Do outro lado, a águia simboliza o voo em busca dos sonhos e liberdade. “Carlos é a prova de que devemos acreditar nos nossos sonhos. Aqui, na Pottencial, somos persistentes, motivados e movidos pela paixão, características que contribuíram para que nos conectássemos com essa emocionante história”, destacou Gabriela. A exposição vai até o dia 30 de setembro.

Sobre a Pottencial Seguradora

Consolidada como a maior insurtech do Brasil, a Pottencial tem a tecnologia como principal aliada no desenvolvimento de soluções para tornar a contratação de um seguro cada vez mais ágil e desburocratizada. A empresa, fundada em 2010 em Belo Horizonte, é líder nacional do Garantia desde 2017 e a vice-líder do Fiança Locatícia. Além desses produtos, a Pottencial oferece, ainda, em todo o país, os seguros Imobiliário, Máquinas e Equipamentos, Riscos de Engenharia, Empresarial e Seguro Garantia Estendida de Máquinas e Equipamentos.

PUBLICIDADE

Sentimentos

“Amor sem divisões”: Maestro Forró se declara ao Santa Cruz após mais um rebaixamento

Artigo

em

Por

Notícia

É o fato ou acontecimento de interesse jornalístico. Pode ser uma informação nova ou recente. Também diz respeito a uma novidade de uma situação já conhecida.

LEIA TAMBÉM

Artigo

Texto predominantemente opinativo. Expressa a visão do autor, mas não necessariamente a opinião do jornal. Pode ser escrito por jornalistas ou especialistas de áreas diversas.

Investigativa

Reportagem que traz à tona fatos ou episódios desconhecidos, com forte teor de denúncia. Exige técnicas e recursos específicos.

Análise

É a interpretação da notícia, levando em consideração informações que vão além dos fatos narrados. Faz uso de dados, traz desdobramentos e projeções de cenário, assim como contextos passados.

Editorial

Texto analítico que traduz a posição oficial do veículo em relação aos fatos abordados.

Patrocinada

É a matéria institucional, que aborda assunto de interesse da empresa que patrocina a reportagem.

Checagem de fatos

Conteúdo que faz a verificação da veracidade e da autencidade de uma informação ou fato divulgado.

Contexto

É a matéria que traz subsídios, dados históricos e informações relevantes para ajudar a entender um fato ou notícia.

Especial

Reportagem de fôlego, que aborda, de forma aprofundada, vários aspectos e desdobramentos de um determinado assunto. Traz dados, estatísticas, contexto histórico, além de histórias de personagens que são afetados ou têm relação direta com o tema abordado.

Entrevista

Abordagem sobre determinado assunto, em que o tema é apresentado em formato de perguntas e respostas. Outra forma de publicar a entrevista é por meio de tópicos, com a resposta do entrevistado reproduzida entre aspas.

Crítica

Texto com análise detalhada e de caráter opinativo a respeito de produtos, serviços e produções artísticas, nas mais diversas áreas, como literatura, música, cinema e artes visuais.

Continue lendo

Sentimentos

Visual novel sobre o “amor pelas batatas fritas”, Takorita Meets Fries ganhará versão para o Switch em outubro • Switch …

Artigo

em

Por

As companhias ROSEVERTE e Pleasant Rain irão lançar uma versão para o Nintendo Switch da visual novel Takorita Meets Fries via Nintendo eShop em 01 de outubro, de acordo com listagem recente feita pela loja. O jogo contará com suporte ao Japonês. Inglês, Espanhol e Alemão como opções de idioma.

Takorita Meets Fries foi lançado originalmente para Android, iOS, MacOS, Linux e Windows (Steam) em setembro de 2020.

LEIA TAMBÉM

Você confere uma visão geral do jogo a seguir, via Steam:

Sobre o Jogo

INTRODUÇÃO

Takorita Meets Fries” é uma visual novel que fala sobre o amor pelas batatas fritas.
O jogo é curto e “basicamente” sem dublagem, mas repleto de personagens animados divertidos.
Especialmente o tritão “Mer”, já que ele não pode falar enquanto está em terra, a maior parte de sua reação seria uma linguagem corporal animada.
Não é um jogo otome, mas há cenas com um pouco “BL-ish”, “Yuri-ish” ou romances.

O jogo é feito usando recursos da Unity3D e Utage VN.
Você pode alterar o idioma no menu Opções.

HISTÓRIA

No Reino Tako, nas profundezas do mar, a sopa é uma refeição comum do dia a dia.
A princesa Takorita está profundamente insatisfeita com esta cultura alimentar e exige um novo prato que possa apimentar sua vida.
Ela decide subir para a terra junto com o tritão “Mer” como seu guarda.

Na terra, a Princesa Takorita conhece os humanos Dino e Ina.
As diferenças culturais surpreendem muito a princesa.

Então, finalmente, ela tem seu encontro predestinado com as “batatas fritas” .🍟🍟🍟

…Isso é tudo?
Não, isso não é tudo! Batatas fritas podem parecer simples, mas há mais do que isso.

A Princesa Takorita continua sua aventura para deixar as batatas fritas cada vez mais saborosas!

Sua jornada está longe de terminar.
Até mesmo encontrar seu avô há muito perdido é apenas uma pequena parte de sua aventura.

Continue lendo

Sentimentos

Thiago Risso: Existe educação sem amor?

Artigo

em

Por

Por Thiago Risso

Acompanhávamos atônitos os efeitos da pandemia nos outros países, alguns não acreditavam que o Brasil sofreria as mesmas consequências. Mas, no início de 2020, vimos a Covid-19 chegar e alterar, drasticamente, a nossa vida. De repente, tudo mudou… Muitos demoraram a perceber a gravidade da situação, preferiram a ilusão das fake news (mentiras) e do “tratamento precoce” que não possui nenhum compromisso com a medicina baseada em evidências científicas. A “pseudoprofilaxia” foi amplamente divulgada em todas as mídias, uma cortina de fumaça para encobrir o descaso e a incompetência do atual governo federal.

LEIA TAMBÉM

Nesse cenário caótico testemunhamos a tentativa de desvalorização da ciência, dos seus incansáveis pesquisadores e, consequentemente, das universidades. Mais uma vez, na história desse país, a educação pública foi alvo da desfaçatez dos interesses escusos do governo federal e empresários de grandes corporações. Afinal, a quem interessa um povo com educação de excelência, crítico, protagonista, que sabe se articular coletivamente para implementar as mudanças necessárias à construção de uma sociedade mais igualitária, inclusiva e autônoma?

Um silêncio aterrorizador tomou conta das escolas. Um local de vida pulsante e cheio de movimento, de repente, perdeu seu propósito e sua alegria. A escola existe por e para nossas crianças, jovens e adultos. Entretanto, eles se encontravam trancados em suas casas e nesse momento da pandemia estava escancarada a realidade brasileira: a perversa desigualdade social não poderia mais ser disfarçada.

Aqueles que tinham recursos para acompanhar as aulas remotas seguiram os seus estudos, mesmo com dificuldades. E os nossos milhões de estudantes que não possuíam a estrutura básica para viver, muito menos para estudar nesse contexto!? O que fazer??? Sem acesso à escola, outras demandas sociais foram expostas para toda a sociedade. Como resolveríamos a questão da falta de um espaço adequado com os aparelhos necessários e boa conectividade para acompanhar as aulas on-line?

Ao longo do tempo, acompanhamos as sucessivas tentativas de redução do financiamento da educação e a desvalorização desse segmento pelo atual governo federal. A falta de comprometimento contribuiu para essa realidade: milhões de alunos sem o acesso à educação, direito garantido na Constituição de 88, revelando, assim, a nossa incapacidade de promover a inclusão, efetivamente.

Nesse contexto, nos deparamos, mais uma vez, com o brilhantismo dos profissionais da educação que arregaçaram as mangas e buscaram criar atividades, apostilas, cadernos de apoio à aprendizagem para alcançar as crianças, jovens e adultos sem acesso à tecnologia. Os professores se reinventaram para, também, em tempo recorde, produzir conteúdos digitais, tais como vídeos e aulas interativas. Vale ressaltar que, muitas vezes, com seus próprios recursos, dando conta das demandas familiares e enfrentando a fragilidade que a pandemia trouxe a todos nós: emocional, física e financeira.

Como eles conseguem tal feito? O que move esses profissionais? São forjados do mais qualificado material, o humanismo! Seguram com mãos firmes a bandeira da educação pública de excelência. Possuem uma força sobre-humana! São comprometidos com a construção da vida de seus alunos. Uma vida proativa, com profundo sentimento de pertencimento, de protagonismo, prosperidade, felicidade e amor! Aos professores, nossa mais profunda gratidão.

Não existe educação sem o profissional da educação, sem investimento, sem respeito e valorização! Se almejamos uma sociedade evoluída, precisamos internalizar a importância da educação nesse processo e, assim, garantir que nossas crianças, jovens e adultos tenham seus direitos assegurados como sujeitos ativos, autônomos e transformadores.

Em Niterói, trabalhamos pela formação integral dos alunos. Neste sentido, implementamos iniciativas que fortalecem a busca das escolas por: segurança alimentar, conectividade, igualdade racial e de gênero, liberdade religiosa, cultura, sustentabilidade, saúde, esporte, lazer, dentre outros.

Encontramos algumas dificuldades na execução das políticas públicas, seja por conta da organização elitista da administração pública brasileira ou pelo conservadorismo extremo que tenta se impor, mas trabalhamos todo dia para superá-las. Uma educação inquieta e problematizadora atende também ao propósito de romper com a rigidez de uma estrutura burocrática e política que serve aos poderosos e penaliza os mais pobres.

A história recente nos mostra que gestões e governos que buscam romper com a dominação das elites foram perseguidos e atacados, mas da luta não fugiremos. Não existem correntes ou barreiras que não possam ser superadas. Nosso propósito maior é fortalecer a relação educador e educando para que juntos possam construir sua história e transformar seu mundo. Disso não abriremos mão. Conforme defendido por Paulo Freire, na obra Pedagogia da Autonomia, ensinar, nessa perspectiva, “se alonga à produção das condições em que aprender criticamente é possível. E essas condições implicam ou exigem a presença de educadores e de educandos criadores, instigadores, inquietos, rigorosamente curiosos, humildes e persistentes.”

A formação integral é mais do que aprender e decodificar, é integrar, humanizar, reconhecer histórias, trajetórias e inquietações. Romper com tempos e espaços rígidos, reconhecendo as especificidades dos diferentes sujeitos.

“Não existe educação sem amor”. Viva, Paulo Freire! Em nós, por nós!

Thiago Risso – Pesquisador e Subsecretário da Educação de Niterói

Continue lendo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

TAGS

+ VISTOS

Copyright © 2021 powered by NH TV.