Grupo chinês demonstra interesse em participar da disputa de pelo menos três projetos de desestatização apresentados pelo governo de SP

O Governador João Doria assinou na manhã desta quarta-feira (7), em Xian, um protocolo de intenções com a CR20, subsidiária da gigante de infraestrutura China Railway Construction Corporation (CRCC), um dos 50 maiores grupos empresarias do mundo. Após tomar conhecimento dos projetos de desestatização apresentados pelo Governador paulista, a CR20 demonstrou especial interesse em participar das licitações de pelo menos três projetos.

“Em nosso grupo, temos capacidade para atuar em quase todos os tipos de projetos de infraestrutura, mas neste momento estamos focados na linha 6 do metrô de São Paulo, o trabalho de despoluição do Rio Pinheiros e também a ferrovia intercidades. Já reunimos inclusive empresas parceiras para atuar nesses projetos”, disse o Presidente da CR20, Deng Yong.

O protocolo assinado hoje entre o governo paulista e a CR20 é a manifestação de interesse da companhia chinesa em participar das disputas dos projetos em que tem interesse. A expectativa do governo estadual é que a licitação do trem intercidades ocorra até o fim do primeiro trimestre de 2020. Já a disputa pela Linha 6-Laranja, do Metrô da capital, pode ocorrer ainda no mês de agosto, enquanto o projeto de despoluição do Rio Pinheiros está previsto para conclusão ainda no próximo ano.

De acordo com o Doria, quatro grandes grupos de investidores devem disputar com a CR20 os projetos apresentados pelo Estado.

“Todas as áreas de desestatização de São Paulo atraem muito interesse de investidores internacionais. Investidores chineses, fundos baseados no Médio Oriente, japoneses e europeus devem disputar mais fortemente os projetos”, disse o Governador.

A previsão do governo paulista é que sejam arrecadados cerca de R$ 22 bilhões com os três projetos de interesse da CR20, valor que deverá ser definido apenas ao término do processo licitatório.

A assinatura do protocolo faz parte da agenda do Governador, que participa da Missão China 2019, organizada pela InvestSP.

Missão China

A Missão China é a quarta missão empresarial de São Paulo no mercado externo e a maior de todas. Em busca de investimentos para o Estado de São Paulo, o Governador João Doria, junto com um grupo de empresários e cinco secretários de Estados (Agricultura e Abastecimento, Desenvolvimento Econômico, Fazenda e Planejamento, Transportes Metropolitanos e Relações Internacionais), desembarcou no dia 5 de agosto, em Pequim onde fica até dia 11, com agenda também nas províncias de Xian e Xangai.

A missão é liderada e foi organizada pela InvestSP, a agência de promoção de exportações e investimentos do Estado de São Paulo.

Além de estimular a geração de negócios para as principais cadeias produtivas do Estado, a Missão China 2019 está levando para empresas e investidores chineses as oportunidades de investimentos disponíveis em São Paulo. São 21 projetos disponíveis, sendo 16 de concessões e 5 de Parcerias Público Privadas, que totalizam R$ 37,6 bilhões em receitas que podem chegar aos cofres de São Paulo.

A Missão China 2019 conta com o apoio e suporte financeiros da AstraZeneca, Bank of Communications, Bank of China, CRRC, LinkLatters, Pinheiro Neto Advogados e PwC.

Load More Related Articles
Load More By - redação
Load More In São Paulo
Comments are closed.

Check Also

VAGAS DE EMPREGO: MRV abre 236 vagas pelo país em vários cargos

A MRV Engenharia, maior construtora da América Latina,  atualizou recentemente as vag…