Connect with us

Música

Festival Internacional de Música de Penedo está com inscrições abertas

Artigo

em

Assessoria

 A 12ª edição do Festival Internacional de Música de Penedo está com inscrições abertas até o próximo dia 30 de setembro, oportunidade para aprendizado e troca de informações entre pesquisadores, estudantes, músicos amadores/profissionais e amantes da arte.

O evento, realizado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Prefeitura de Penedo, Governo de Alagoas e diversos parceiros, será realizado no período de 13 a 16 de outubro, com programação on-line e presencial, respeitando as normas de controle sanitário relacionado com a pandemia de Covid-19.

As ações desenvolvidas pela Prefeitura de Penedo para combater o coronavírus renderam ao município o selo de destino seguro para o turismo, certificação entregue ao prefeito Ronaldo Lopes neste início de semana.

O Festival Internacional de Música já faz parte do calendário anual de eventos da Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Juventude (SEMCLEJ), pasta administrada por Aliny Costa, gestora que participa efetivamente da organização do festival que este ano inaugura um laboratório de pesquisa musical em Penedo.

Estimular o conhecimento e a produção científica sobre música resultou na criação do Centro de Musicologia de Penedo (Cemupe), instituição organizadora do evento coordenado por Marcos Moreira, professor do curso de licenciatura em Música da Ufal.

“O Festival é realizado há 12 anos. A partir de 2018, o Centro de Musicologia foi registrado no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e, agora, conta com uma sala própria para desenvolver mais atividades. Estaremos lançando cinco livros, resultados de pesquisas científicas, nesta edição do Festival”, ressalta o professor para a assessoria da Ufal.

Além de divulgar a produção científica, o Festival de Música de Penedo é um grande evento cultural para Alagoas. “Serão dez concertos transmitidos pelo canal YouTube e seis apresentações presenciais. Vão acontecer desfiles de bandas pelas ruas da cidade, além de palestras e conferências. O festival vai atrair público para Penedo, além de alcançar mais de 260 cidades pelas redes sociais, numa plataforma com a participação de mais de 50 professores”, detalhou Moreira.

Marcos Moreira informa ainda que serão ofertadas 25 vagas por curso presencial e 30 vagas por curso on-line, alcançando cerca de 400 participantes. “Serão 10 horas de atividades on-line. Estimamos que em torno de 1,2 mil certificados serão expedidos no final do evento. É um dos maiores eventos educacionais gratuitos do Brasil”, afirma o coordenador do Festival Internacional de Música de Penedo.

PUBLICIDADE

Música

De influencer a cantora de sucesso. Camila Loures lança nova música

Artigo

em

Por

A influenciadora digital e cantora Camila Loures lança, neste sábado (18/9), a nova música de trabalho, Elevador. O single estará disponível em todos os tocadores digitais e com clipe no YouTube, a partir das 12h. À coluna Leo Dias, a mineira de 26 anos — consagrada como a maior youtuber feminina do Brasil e eleita a Melhor da América Latina pelo Youtube Streamy Awards — fala sobre as expectativas para o novo projeto.

A canção tem batida de funk e influências do universo pop e foi composta por Tállia Klismman, Wallace Vianna, André Vieira, Pedro Breder e MC Stamm. “Quero ver a galera dançando muito! Quero que viralize e quero ver todo mundo fazendo a coreografia. A expectativa é que a música leve muita alegria para a galera”, disse Camila.

LEIA TAMBÉM

0

Já o clipe, que possui recursos de animação, tem a presença de famosos. Entre eles, a influenciadora digital Virgínia Fonseca; o marido dela, o cantor Zé Felipe; e até a filhinha do casal, Maria Alice, além de tiktokers. A cantora apostou em uma coreografia alegre e com potencial viral e o vídeo mostrará a youtuber e todos os convidados se jogando na dança.

“Como estamos na era do TikTok, chamei alguém especializado nisso para poder criar a coreografia da música. Aí também fui chamando outros tiktokers para participar e a gente gravou em um estúdio, porque ia ser muito complicado juntar todo mundo em um lugar só”, comenta a influenciadora.

Camila tem 13 milhões de inscritos no seu canal no YouTube e seus vídeos na plataforma acumulam mais de 3 bilhões de visualizações. Hoje, ela também investe na carreira de cantora, que surgiu como uma promessa.

“Cada vez que eu batia um número de inscritos no YouTube, fazia uma promessa. Com 100 mil inscritos, pintei meu cabelo; com 200 mil inscritos, fiz uma tatuagem… Em cada virada, fazia algo diferente. Quando bati um milhão, a promessa era uma música. Aí fiz uma música, fizemos o clipe na minha casa mesmo, com os meus amigos. Meu irmão fez a letra e postei”, conta a artista à coluna.

“Com o tempo, ela foi ganhando visualizações. Amo cantar! Desde muito nova, sempre amei, mas acabei me envolvendo com a internet. Quando vi que a música estava ganhando views, pensei ‘por que não?’. Aí comecei a estudar, comecei a fazer aula de canto, e fui gostando ainda mais”, revela.

A mineira já lançou sete músicas. Bambolê, em parceria com Mc Wm, foi um grande sucesso. Hoje, já tem mais de 26 milhões de visualizações na plataforma de vídeos.

Maior youtuber feminina do Brasil

Camila foi considerada a maior youtuber feminina do Brasil e eleita a Melhor da América Latina pelo Youtube Streamy Awards. Para ela, feito inimaginável. “É muito gratificante. Nunca imaginei que iria chegar onde estou hoje. É uma realização muito grande. Me dedico muito ao meu trabalho, faço com muito carinho e sou muito grata por tudo que a internet me proporcionou”, confessa.

E de onde vem esse sucesso? A influenciadora digital tem a resposta na ponta da língua: “Sou de verdade, não sou uma personagem, não finjo ser alguém que não sou. Além disso, tenho muito comprometimento com o meu conteúdo e com o meu público. Conheço eles e eles me conhecem, então é uma relação de muito amor e sinceridade”, explica.

Continue lendo

Música

Péricles lança EP que marca a volta de sua parceria com Thiaguinho nas composições: ‘Música foi escrita em um telefonema…

Artigo

em

Por

O cantor Péricles lançou a primeira parte do seu novo projeto esta semana. O álbum “Céu lilás” vai ser formado por três EPs e mais três canções inéditas. O primeiro deles se chama “Te dei meu mundo” e conta com uma canção chamada “Ainda dói”, que marca a volta da sua parceria com Thiaguinho, ex-companheiro de Exaltasamba.

“Essa música foi escrita em um telefonema, nas várias vezes que falamos e comemoramos a vida e a amizade. Ele tinha as primeiras frases, ou ‘cabeça da música’, como chamamos, e no outro dia mandei a música pronta que gravei em seguida. Temos duas canções assinadas por nós neste álbum. A outra virá em um dos próximos EPs”, explica Péricles, sobre a faixa que também é a única assinada por ele nesta primeira parte.

LEIA TAMBÉM

Leia mais: Péricles canta com Liniker, lança documentário e grava primeiro trabalho como ator: ‘Pretendo estudar teatro’

Entre as quatro faixas que estão no ar, a que dá nome ao EP foi a que ganhou um clipe. Mas a história dessa não é de reencontro, e sim de um desencontro, já que fala de um homem que foi abandonado no altar. Assista abaixo.

“Gosto muito de viver as experiências retratadas nas minhas músicas e vou me aventurando como ator, um ator bem bonitinho! Procurei passar a melhor impressão, acho que consegui”, brinca ele, que vai realmente estrear como ator no filme “Barraco de família”, que ainda está em fase de produção.

Os próximos EPs do cantor saem em outubro e novembro. Já em dezembro, o álbum se completa com as três canções finais. Sobre esta primeira parte, ele destaca as histórias de amor.

“Eu gosto muito de falar de amor, de todas as formas. Tanto os que dão certo, quanto os que não tem um final feliz. As músicas ‘Te dei meu mundo’, ‘Ainda dói’ e ‘Fase estranha’, pegam bem no coração dos apaixonados e amantes da sofrência, mas tem um refresco! A última faixa, o samba de roda ‘O que falta pra gente formar’, vai espantar qualquer tristeza”, conclui ele.

Continue lendo

Música

Série Concertos Sinfônicos Digitais deste sábado apresenta peças de ícones da música clássica

Artigo

em

Por

Cultura

Série Concertos Sinfônicos Digitais deste sábado apresenta peças de ícones da música clássica

18/09/2021 | 08:00 | 34

LEIA TAMBÉM

A série ‘Concertos Sinfônicos Digitais’, da Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP), apresenta, neste sábado (18), duas peças de grandes e influentes músicos da história da música clássica ocidental: Johannes Brahms e Joseph Haydn. A 11ª edição do programa, realizado por meio da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), vai ao ar às 18h, no canal da Orquestra no Youtube. 

A OSMJP reproduz a peça ‘Abertura Trágica’, do compositor alemão Johannes Brahms, reverenciado pela literatura romântica de suas obras no período do século XIX. Escrita em 1880, a composição possui dois temas que vão desde os fortíssimos ataques da orquestra ao toque da melodia das cordas.

Em seguida, todos os movimentos da Sinfonia nº 101 do austríaco Franz Joseph Haydn. O músico, que morreu em 1809, deixou um legado que influenciou a música erudita ocidental e marcou a transição do fim do período Barroco e o início do Romantismo.

O maestro Laércio Diniz observou que esse repertório é muito importante para a Orquestra Sinfônica que tecnicamente aprende muito. “Haydn é referência para todos os compositores românticos. Muitos compositores se baseiam nele, inclusive, o Brahms, que é o marco no romantismo, aprendeu muito com o mestre”, concluiu.

Continue lendo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

TAGS

+ VISTOS

Copyright © 2021 powered by NH TV.