Home Destaque Brasil Polícia indicia primos de criança de 10 anos que caiu do 9º andar em BH

Polícia indicia primos de criança de 10 anos que caiu do 9º andar em BH

5 min read
0
Quer receber as principais notícias do NH TV pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.
Os dois foram indiciados por lesão corporal grave culposa, ou seja, sem intenção de provocar a queda(foto: Sidney Lopes/EM/D.A. Press)Os dois foram indiciados por lesão corporal grave culposa, ou seja, sem intenção de provocar a queda (foto: Sidney Lopes/EM/D.A. Press)

A Polícia Civil indiciou dois primos da menina de 10 anos que caiu da janela do 9ª andar de um prédio, na Região Norte de Belo Horizonte. O caso ocorreu na madrugada de 13 de outubro. A garota dormia no apartamento dos parentes. Ela comemorava o Dia das Crianças.

Os dois foram indiciados por lesão corporal grave culposa, ou seja, sem intenção de provocar a queda. Segundo a delegada Ana Patrícia França, que conduziu as investigações, o indiciamento tem caráter pedagógico em função de negligência. “Ela é incapaz, só tem 10 anos, por isso o casal é extremamente responsável por ela. Ainda que a queda dela fosse consciente, eles estavam naquele dia garantindo o risco de qualquer dano que pudesse ocorrer à criança”, explicou.
A família suspeita de sonambulismo. De acordo com a Polícia Civil, foram feitas diversas diligências, entre elas coletas de depoimentos do casal de primos, proprietário do apartamento; do síndico; dos porteiros e de vizinhos. Devido ao estado de saúde da vítima, ela foi ouvida em sua residência.
Segundo as investigações, a janela estava aberta naquela noite. A delegada esclareceu ainda que não houve sinais de violência ou agressão. A hipótese de alguém ter arremessado a criança da janela também foi descartada logo no início do inquérito.

O caso

Por volta da 0h30, os parentes ouviram um barulho e gritos de socorro. Os apelos vinham do apartamento 103, onde a menina caiu na área privativa do imóvel, segundo a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. A criança despencou até o telhado colonial do apartamento, chocou-se contra essa estrutura e a perfurou, caindo na área privativa.
O quadro de saúde da criança poderia ser pior, caso o apartamento 103 estivesse vazio. Felizmente, assim que ouviu o barulho, o vizinho, que dormia no momento do acidente, correu até a área privativa e acionou o socorro.
De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a vítima foi encaminhada inconsciente à unidade médica. A criança chegou a ficar internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Ela sofreu diversas fraturas e precisou passar por cirurgias. A menina recebeu alta após 19 dias internada.
* Estagiária sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz.

Load More Related Articles
Load More By - redação
Load More In Brasil
Comments are closed.

Check Also

BR Distribuidora lucra R$1,3 bi no 3º tri; vendas caem e importação ganha espaço

SÃO PAULO (Reuters) – A BR Distribuidora, maior empresa do setor de distribuição de combus…