Autor: Texto e Fotos: Marcelo Rocha

A nova radiografia sobre a presença e a distribuição das árvores no perímetro urbano de Piracicaba já foi concluída. O Plano Municipal de Arborização Urbana – estudo encomendado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) -, foi entregue ao prefeito Barjas Negri. O levantamento completo já está disponível no site da Sedema https://sedema.wixsite.com/sedema/arborizaourbana

O plano elaborado pela Propark Paisagismo e Ambiente – empresa contratada por meio de licitação para a realização do levantamento – traz dados dados da ocupação de árvores em bairros, regiões, áreas de preservação permanente (APP) e, principalmente, no sistema viário urbano. Neste último caso são as 96.448 árvores cuja gestão é mais “delicada” porque interagem com veículos, pedestres e estruturas físicas como calçadas, rede elétrica, edificações e outras.

Além desses dados, o Plano de Arborização traz um histórico da evolução da arborização no município, informações sobre o surgimento dos parques, a evolução dos planos diretores, as unidades de conservação, faz uma análise das legislações ambientais e aborda a infraestrutura local (recursos humanos e operacionais da Sedema).

“Esse é um plano de governo de Estado, independente do prefeito que estiver aqui”, afirmou o prefeito Barjas Negri, durante a entrega do Plano de Arborização, em reunião que teve a presença do secretário de Defesa do Meio Ambiente, José Otávio Menten, e técnicos da Sedema.

Por meio de sensoreamento remoto, o estudo apontou que o perímetro urbano de Piracicaba possui área de cobertura arbórea estimada em 52,19 km², “relativamente bem distribuída pela cidade”, segundo avaliação dos realizadores do plano.

A meta era elaborar um dos melhores planos de arborização do Brasil, diz Marcelo Leão, sócio-proprietário da Propark. “Compramos uma imagem de satélite que fotografou o perímetro urbano, sem nuvens, e a partir disso construímos uma ampla base de dados para que o município possa evoluir ainda mais na gestão de suas árvores”, declara. “É um documento técnico e bem completo. Acho que não é um simples documento de plano, mas sim uma receita para a gente melhorar a nossa arborização”, acrescenta.

Menten destaca que o plano foi elaborado por técnicos competentes e experientes, com ampla participação da sociedade e total transparência. “É um marco para Piracicaba. Apesar de seu caráter técnico, houve grande contribuição da população e dos colaboradores da Sedema. É um plano dinâmico que prevê revisões a cada cinco anos e atualização daqui a 20 anos”, observa o secretário. “Sua implementação é imediata, dependendo de recursos disponíveis e de parcerias que estão sendo negociadas. É um plano prático, que vai modernizar a arborização em Piracicaba , sempre visando a sustentabilidade e a qualidade de vida”, complementa.

De maneira global, Piracicaba possui uma situação muito boa em relação à arborização, avalia Leão. De acordo com ele, o estudo surge para complementar e contribuir com um serviço que está sendo feito pelo poder público. “O que a gente propõe agora é a melhoria em eficiência, a implementação de tecnologias, novas ferramentas e novos ‘modus operandi’”, declara.

Prefeito Barjas Negri recebeu o  Plano Municipal de Arborização Urbana

DADOS – Além do diagnóstico de que existem 96.448 árvores no sistema viário do município, o Plano de Arborização fez um raio-X da presença de árvores nos bairros e regiões.

Considerando as cinco regiões da cidade, o macroindicador de 52,19 km² de cobertura arbórea está dividido da seguinte maneira: Centro (2,64 km²); Leste (19,52 km²); Norte (15,29 km²); Oeste (7,44 km²); e Sul (7,30 km²).

O número estimado de árvores nessas regiões – dado gerado a partir da composição do mapeamento digital (foto de satélite) com visitas a campo – indica a existência de: 31.580 árvores no Centro; 186.103 na região Leste; 153.183 na região Norte; 77.588 na região Oeste; e 82.520 na região Sul.

Além da versão impressa do Plano de Arborização (que inclui um volume extra com mapas temáticos), o material entregue à Prefeitura também inclui uma versão digital do estudo e um manual para técnicos com orientações sobre boas práticas agronômicas de árvores no sistema viário – qual tipo de poda deve ser realizada, normas de plantio, quais as espécies mais adequadas para calçadas e canteiros e outras informações.

Load More Related Articles
Load More By - redação
Load More In Piracicaba
Comments are closed.

Check Also

Ministra e cantores evangélicos fazem homenagem após morte de Arolde de Oliveira

Philipe Santos postado em 22/10/2020 10:06 (crédito: Reprodução/Instagram) Os cantores gos…