O tema da festa da estudante Caroline Gutknecht, de 24 anos, virou caso de polícia. O motivo: ela teria praticado apologia ao nazismo ao comemorar aniversário com bolo confeitado com a imagem de Adolf Hitler.

LEIA TAMBÉM

Fotos foram compartilhadas nas redes sociais pela própria aniversariante, aluna do curso de história da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Em nota, a instituição se manifestou e afirmou ter encaminhado o caso às autoridades policiais “para as providências adequadas”.

A universidade ainda disse que está acompanhando a situação e averiguando os fatos ocorridos com a “cautela necessária, também para que não aconteçam atos injustos, devido a análises intempestivas”.

Foto: Reprodução

“Uma universidade precisa ser um espaço de apoio a todas as pessoas, garantindo direitos, valorizando a vida. A UFPel é contra qualquer forma de enaltecimento ao nazismo, ao fascismo e a autores de crimes contra a Humanidade. Em dias tão tristes como os que estamos vivendo, de pandemia, de afastamento e de crise de valores, precisamos cuidar de nós, cuidar das pessoas à nossa volta, assim como daqueles e daquelas que necessitam do nosso apoio”, informou, em nota divulgada pelo jornal Extra.

Para ler a matéria completa no portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.