Home Destaque Brasil Alagamento em motel deixa pastor preso com amante e resgate é feito de barco

Alagamento em motel deixa pastor preso com amante e resgate é feito de barco

6 min read
0
Quer receber as principais notícias do NH TV pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

Uma situação um tanto quanto constrangedora aconteceu na cidade de Manaus nesta segunda-feira (23) e levou o assunto a ser um dos mais comentados do dia nas redes sociais. Quatro casais ficaram presos dentro do ‘Eros Motel’, famoso estabelecimento na capital do Amazonas, após forte chuva na região.

Segundo informações de internautas, entre eles está um pastor casado e sua amante, que seria a líder do louvor da igreja. O Corpo de Bombeiros precisou ser acionado para retirar os casais das dependências do motel – de barco!

Os Bombeiros do Batalhão Especial precisaram utilizar um bote para fazer o deslocamento, tendo em vista a quantidade de água no local. Desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira (23), chove muito na capital amazonense.

Confira vídeos do alagamento e do resgate inusitado:

De acordo com a Defesa Civil Municipal, até às 08h55 foram registradas 13 ocorrências. Entre elas: alagamentos, deslizamentos e desabamentos. Vários estabelecimentos comerciais estão inacessíveis na cidade por causa da inundação e o tráfego de veículos está complicado.

Os internautas comentaram muito sobre o assunto e o nome do ‘Eros Motel’ figurou entre os temas mais falados do Brasil no Twitter. Houve quem tirasse sarro da situação, já que as pessoas que ficaram presas quebraram a quarentena do coronavírus para fazer sexo. Vários memes surgiram em poucas horas.

Confira comentários sobre o caso feitos por internautas no Twitter: 

Veja também:
Fotos de Caio Blat com volume na sunga viralizam e impressionam internautas

Load More Related Articles
Load More By - redação
Load More In Brasil
Comments are closed.

Check Also

PEC do orçamento de guerra dará mais poderes ao BC, mas há limites, diz Campos Neto

(Reuters) – A chamada PEC do “orçamento de guerra”, aprovada na Câmara na sexta-feira, dar…