FRANKFURT (Reuters) – A economia da zona do euro poderá sofrer mais se as medidas destinadas a conter o surto de coronavírus forem relaxadas muito cedo, disse o vice-presidente do Banco Central Europeu, Luis de Guindos, nesta segunda-feira.

“Existem riscos negativos substanciais, especialmente se o relaxamento das medidas de contenção for prematuro ou se o impacto sobre a capacidade produtiva for mais persistente”, disse De Guindos em um evento em Frankfurt, o primeiro a que compareceu pessoalmente em várias semanas.

Mas De Guindos também disse que o risco de a crise econômica do bloco se transformar em crise financeira “retrocedeu materialmente” desde março.

(Por Francesco Canepa e Balazs Koranyi)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG5L1DB-BASEIMAGE

Load More Related Articles
Load More By - redação
Load More In America
Comments are closed.

Check Also

Com sinalização, Estrada da Ceagesp é concluída

Autor: Texto: Eleni Destro/CCS Fotos: Divulgação/CCS A Estrada da Ceagesp (Companhia de En…