Com mais de 30 anos de trajetória, o cineasta lançará em breve seu novo filme: Destacamento Blood.

Nascido em Atlanta, Spike Lee é um renomado diretor, produtor, ator e roteirista. Seu nome é, na verdade, Shelton, sendo Spike um apelido dado por sua mãe durante a infância. Fã de cinema desde muito jovem, Lee estudou cinema na universidade de Atlanta e se tornou Mestre de Artes em cinema e televisão em Nova York.

Em 1991, Lee ministrava cursos sobre direção e cinema em Harvard e, posteriormente, passou a lecionar na Tisch School of Arts em Nova York. Foi nesta escola em que ele se tornou Mestre e, em 2002, convidado a ser o diretor artístico.

Mas, em meio ao seu talento e gosto por ensinar, Spike Lee iniciou sua carreira no cinema ainda 1986, com Ela Quer Tudo (sucesso de bilheteria filmado em apenas duas semanas). Desde então, trabalhou em cerca de 35 títulos. Dentre suas maiores inspirações, o cineasta já declarou que os filmes Caminhos Perigosos, de Martin Scorsese, e Sindicato dos Ladrões, de Elia Kazan, moldaram seu gosto por cinema.

Todos os seus filmes são referidos como Spike Lee Joints e possuem clara identidade visual. Desde o princípio de sua carreira, sua obra explora relações raciais, o papel da mídia, o crime urbano, a pobreza e outras questões políticas relevantes condizentes com diferentes épocas.

Passando da Ku Klux Klan até chegar ao drama de uma jovem negra que está se descobrindo, todos os seus filmes possuem estilos visuais únicos, não importando o gênero escolhido. Além disso, uma curiosidade interessante é que Lee também é ator e integra o elenco em diversos de seus fimes, o que demonstra sua dedicação tanto na frente quanto atrás da tela.

Em 1989, recebeu sua primeira indicação ao Oscar de Melhor Roteiro Original por Faça a Coisa Certa, seu filme mais conhecido e celebrado. Na história, Spike Lee representa a questão racial sob diferentes perspectivas, todas reunidas no bairro do Brooklyn, em Nova York, num ensolarado dia de verão.

Em outro grande filme de sua carreira, Malcolm X, de 1992, o diretor conta a história de vida do ativista afro-americano do início ao fim, de modo ficcional. O intérprete de Malcolm, Denzel Washington, foi indicado ao Oscar por sua atuação. Em 1994, Lee lançou uma semi-autobiografia chamada Crooklyn, em que recriou sua infância com base em seus próprios humores, transitando entre memórias de família e de sua vizinhança no Brooklyn.

Após diversos lançamentos de obras autorais ao longo dos anos, como She Hate Me e Inside Man, em 2013 Lee se arriscou no remake de Oldboy. O diretor afirma que o filme era uma reinterpretação da obra sul-coreana lançada em 2003, mas ainda assim a relação entre ambos os filmes fez com que a crítica fizesse boas comparações. Isso rendeu análises mistas que elogiavam o visual e o elenco, mas criticavam a falta de originalidade devido ao fato de, obviamente, ser uma refilmagem.

Em 2018, Infiltrado na Klan, uma intensa experiência que mescla o horror do racismo com tom cômico e até irônico, chegou aos cinemas. O filme recebeu diversos elogios de crítica e público, especialmente após ter concorrido à Palma de Ouro em Cannes. Em 2019, Lee recebeu sua primeira indicação ao Oscar por direção. Ele não levou o cobiçado prêmio, mas venceu na categoria de Melhor Roteiro Adaptado. O anúncio foi feito pelo colega Samuel L. Jackson – que acabou rendendo um belo abraço de comemoração no palco da cerimônia.

Em 2020, Spike Lee seria o presidente do júri do Festival de Cannes, um dos maiores eventos do mundo. Porém, com a crise do coronavírus, o festival teve de ser cancelado. Desde o agravamento da doença o artista se posicionou a favor do isolamento social e também chegou afirmar que ainda não hora de pensar em retornar aos cinemas. Tanto que, em 12 de junho, seu mais novo filme, Destacamento Blood, chegará ao público através da Netflix.

Spike Lee certamente é um dos nomes mais originais de Hollywood, cujas visões artísticas e de mundo se fundem e se completam de forma genuína.

Qual é o seu filme favorito do diretor? Conta pra gente nos comentários!

Load More Related Articles
Load More By - redação
Load More In Cinema
Comments are closed.

Check Also

Prefeitura aplica 44 multas a pessoas flagradas sem máscara de proteção na orla do Rio neste sábado

A fiscalização foi reforçada nas praias com 81 agentes neste fim de semana A Prefeitura do…