Após quase cinco meses sem divulgações, o Ministério do Trabalho e Emprego voltou a divulgar o saldo de empregos do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Nos primeiros quatro meses do ano (janeiro a abril), Paulínia fechou 887 postos de trabalho. O saldo na balança do emprego (diferença entre admissões e demissões) foi negativo, com 6.985 desligamentos e 6.098 contratações no período.

Se comparado com o quadrimestre de 2019, o resultado também é ruim. As admissões caíram 18%, enquanto as demissões subiram quase 50%. Boa parte do resultado está ligado ao surgimento da pandemia causada pelo novo coronavírus. Pra se ter uma ideia, apenas o mês de fevereiro foi positivo na geração de emprego na cidade. Março e, principalmente abril, registraram mais de 1.600 demissões.

Apesar das medidas adotadas pelo governo para evitar demissões, não teve jeito. Os setores de Serviços e Comércio foram os que mais fecharam vagas: 960 postos de trabalho, de acordo com o levantamento. Veja abaixo.

– Serviços: -766 (admissões: 2.905 | desligamentos: 3.671)
– Comércio: -194 (admissões: 911 | desligamentos: 1.105)
– Indústria: +114 (admissões: 1.073 | desligamentos: 959)
– Construção Civil: -46 (admissões: 1.198 | desligamentos: 1.244)
– Agropecuária: +5 (admissões: 11 | desligamentos: 6)

Por setor
No setor de Serviços, as atividades relacionadas à transporte, armazenagem, correio, alojamento, alimentação, administrativas e serviços complementares foram as mais atingidas, encerrando 766 vagas com carteira assinada.

O setor da indústria e agronegócio foi o único que fechou o quadrimestre com saldo positivo em Paulínia, com 119 novas vagas.

Em 2020, somente fevereiro teve números positivos (+794), enquanto que janeiro (-63), março (-580) e abril (-603) passaram a ser negativos, sendo que abril atingiu a maior redução do ano, mês que registrou 1.038 vagas com carteira assinada a menos.

Em março, mês de início das medidas de isolamento social devido à pandemia da Covid-19, o saldo de emprego formal ficou negativo em 307. Foram 4.515 admissões e 4.822 desligamentos.

Segundo o Ministério da Economia, os dados mostram que a queda no número de contratações contribuiu de forma expressiva para o saldo negativo de empregos formais.

2020
janeiro -63
fevereiro +794
Março -580
abril -1.038
positivo= 794 17,89%
negativo= 1.681
Total negativo= 887

2019
janeiro -90
fevereiro -544
Março +375
abril +592
positivo= 967
negativo= 634
Total positivo= 333

Load More Related Articles
Load More By - redação
Load More In Paulínia
Comments are closed.

Check Also

Tribunal de Contas do Estado aprova as contas de 2018 do prefeito Jaime Cruz

Tribunal de Contas do Estado aprova as contas de 2018 do prefeito Jaime Cruz – Prefeitura …